Tangerina à minha maneira

Aproveitando a onda das cores da estação, hoje é a minha vez de apresentar um look baseado na tendência tangerina. Numa versão moderada, apenas com um blazer, brincos e colar neste tom e com a camisola a puxar um pouco da cor, mas nada de tangerina dos pés à cabeça. Primeiro, porque não sou fã de cor de laranja em geral e segundo, porque acho que um “head to toe” look em tangerina pede dias mais soalheiros. Conjuguei com umas calças pretas (a minha peça de eleição que fica bem com tudo), umas botas estilo tropa e uma mala bastante colorida, com o toque de amarelo custard 🙂 .

Look tangerina1 Continuar a ler

Anúncios

Um toque de cor numa Primavera cinzenta

A Primavera e o Verão não são de todo as minhas estações de eleição, mas são a única altura do ano em que peças especiais, como a saia deste look, podem sair do armário.

Esta saia foi amor à primeira vista. Quando a comprei sabia que não iria poder usá-la tantas vezes quanto as merecidas, mas não podia deixar de a trazer. Com um formato que não passa despercebido, uma cor vibrante e de um material que lhe dá vida própria, literalmente, não fosse a saia conseguir permanecer em pé sozinha.

Neste look quis dar-lhe um toque de fantasia ao juntar-lhe umas meias com borboletas, uma camisola em rede rosa bebé e umas sabrinas transparentes repletas de pedras brilhantes. Qual Cinderela qual quê! 😉 Para dar o toque final optei por uma trança fishtail, que vai muito na onda etérea que este look personifica.

bailarina1

Continuar a ler

Unhas Stiletto – Toda a verdade

A perda das minhas belas e longas unhas na semana passada fez-me recordar um estilo de unha que adoptei há quase dois anos, mas foi coisa de pouca dura (já vão perceber porquê).

Sempre me aborreceu o facto das pontas das minhas queridas unhas gostarem de enrolar para dentro, aquilo a que costumo chamar unhas encarquilhadas. Passo horas a por camadas e camadas de verniz para lhes dar consistência e, de certa forma, esculpi-las para que adquiram um aspecto direito e alargado (nada de pontas reviradas para dentro), mas quando chega o Verão não há tempo de espera que permita secar tantas camadas de verniz…Nem após uma semana o verniz seca! Verdade! Já me aconteceu ficar com as tão famosas e odiadas marcas dos lençóis nas unhas uma semana após tê-las arranjado! Tudo culpa do calor do Verão.

Quando começou a surgir o estilo de unha em bico a maioria das pessoas achava que pareciam unhas de bruxa ou unhas para vazar o olho a alguém, mas eu adorei, principalmente quando descobri que o nome desse formato de unha era Stiletto. Unhas com nome de sapato, que bela combinação! Além disso iria resolver o meu problema, nada de voltar a ter unhas encarquilhadas. Não tendo pontas, não havia nada para enrolar. Perfeito! Nesse momento decidi que ia deixar crescer as unhas como nunca as tinha tido. Pois é meninas, infelizmente quem quer adoptar este formato de unhas tem de as deixar gigantes. Não pensem que basta deixar crescer um pouco, cortam-se as pontas et voila. Nada disso.

Foram precisas várias semanas, mas finalmente consegui. Aqui estão alguns dos arranjos que fiz enquanto tive estas unhas.

stileto1

(Fase em que eram apenas aspirantes a unhas stiletto. Sim, porque até chegarem ao verdadeiro formato é um processo loooongo.)

stileto2

(Eu sei…não é a melhor foto…)

stileto3(Conselho: não comprem destas tiras para nail art…como podem ver começam a saltar nas pontas.)
stileto4

stileto5

São bonitas não são? Pois, desenganem-se…

Já pararam para pensar nas limitações destas garras? Tarefas tão básicas como apanhar uma moeda, lavar um copo à mão ou o simples gesto de tirar algo da carteira pode ser extremamente doloroso. Isso mesmo, doloroso. Quantos berros não dei e figuras que não passei quando, ao tentar fazer estas e outras tarefas, a ponta da unha batia certeira e PUMBA, unha dobrada. São tão grandes que uma pessoa perde a noção que muito antes dos nossos dedos alcançarem algo a ponta da unha já la está “escarrapachada”! Portanto, por baixo destes belos arranjos encontram-se  verdadeiras “obras de arte”. Unhas marcadas e massacradas, com remendos e tudo o mais que se possa imaginar. Muito elas sofreram… E para voltarem ao formato normal (unhas quadradas)? Ah sim, essa parte nunca nos ocorre. Levaram a tesourada da vida delas e mesmo assim não ficaram quadradas. Imaginem um quadrado com duas arestas defeituosos. É isso…

Ficaram com vontade de experimentar? Eheh 😉

As cores da estação: Amarelo (Parte II)

Continuando na onda do amarelo, hoje vou falar-vos da última variante desta cor que tem invadido as lojas. Este tom é tão docinho e fofinho como o nome indica, Custard. Estão a ver a cor das gemas de ovos batidas com açúcar (nhamiii)? Pois é, é essa mesmo.

Sempre que vejo estes tons pastel sou imediatamente atraída. Sendo mais neutro que o amarelo canário e o mostarda permite construir uma maior gama de looks, o que facilita muito a nossa vida.

Nas lojas tem aparecido associado a peças básicas (1, 2, 9, 15), mas também a peças tendência, como se pode ver pelas franjas (6), rendas (11, 12), transparências (13), calçado raso na vertente desportiva (17) e na vertente praia/boho/étnico (5, 10).

amarelo custard

amarelo custard2

1- Calças skinny Zara 29.95€, 2- Blusa fluída com folho Zara 19.95€, 3- Sombra creme Kiko 8.90€, 4- Calças com bolinhas brancas Blanco 22.99€, 5- Sandálias rasas Zara 25.95€, 6- Mala franjas Zara 17.97€, 7- Sapatos laço Zara 55.95€, 8- Verniz amarelo shimmer Claire’s 2.99€, 9- Stiletto Zara 25.95€, 10- Vestido comprido Mango 59.99€, 11- Blusa rendas Mango 39.99€, 12- Vestido rendas Mango 59.99€, 13- Blusa transparência Mango 39.99€, 14- Vestido camiseiro Mango 39.99€, 15- Mala Uterque 145€, 16- Sandálias Bershka 35.99€, 17- Slips Bershka 19.99€, 18- Colar geométrico Zara 19.95€

 Fiquem atentas às próximas sugestões com as cores desta estação.

Os calções de lantejoulas

Quem pensa que lantejoulas e brilhos não são para usar no dia a dia engana-se. Aqui está um exemplo de como se pode conjugar uma peça normalmente associada a saídas à noite e festas, com elementos mais simples.

Neste caso, a combinação da malha branca básica associada à vertente mais durona/rude conferida pelo blusão biker e os botins de pele permite desconstruir o look, conferindo-lhe um lado menos “arranjadinho”. Finalizei tudo com dois pendentes simples e umas meias com uma pequena surpresa, o print que dá a ilusão de um fecho a percorrer a perna. Para alguns pode ser too much, mas acho que dá um toque engraçado 😉 .

Look_vegetal1

Look_vegetal3

Look_vegetal4

Look_vegetal5

Look_vegetal6

Look_vegetal7

Look_vegetal

E agora? Vão arriscar e trazer para a luz do dia as vossas peças mais arrojadas?